Dicas de Manutenção
Procure sempre seu mecânico de confiança para determinar junto com você as prioridades de manutenção do seu veículo e passar a ele o máximo de informações necessárias sobre a situação do veículo. Dessa forma, os custos com a manutenção preventiva se tornam extremamente baratos a médio e longo prazo, quando comparados aos custos de uma quebra.

PNEUS E RODAS

Pneus e rodas são equipamentos básicos de segurança.
O estado de conservação e a calibragem correta garante a aderência na pista e a eficiência nas frenagens.
A falta de calibragem ou calibragem incorreta provoca desgastes irregulares na banda de rodagem do pneu, diminuindo sua vida útil. Se a pressão for insuficiente o pneu gasta principalmente nas bordas; se for excessiva, o desgaste será maior no centro.
Faça o rodízio, o alinhamento e balanceamento a cada 10.000 km, isso aumenta a vida dos pneus e mantém o conjunto da suspensão e direção equilibrados, melhorando a segurança e dirigibilidade do veículo.

FREIOS

Verifique regularmente:
- O nível do fluído de freio.
- A espessura das pastilhas a cada 10.000 km.
- As lonas de freio e ajuste do freio de estacionamento a cada 30.000 km.

Troque o fluído a cada 2 anos, ou conforme a recomendação do fabricante.
Ao trocar as pastilhas o mecânico deve medir a espessura do disco de freio. Se estiver dentro da tolerância poderá ser retificado para tirar qualquer imperfeição e garantir a durabilidade das novas pastilhas. Se estiver fora da medida, deverá ser substituído.
Quando trocar as pastilhas evitar frear bruscamente nos primeiros 200 quilômetros para garantir o perfeito ajuste das pastilhas aos novos discos de freio.

AR CONDICIONADO

Para mantê-lo funcionando corretamente, o sistema deve ser ligado pelo menos 15 minutos por semana, mesmo nos dias mais frios. Isso é necessário para evitar o ressecamento das mangueiras e vedadores do compressor.
É de extema importância que seja feito periódicamente a limpeza do Ar-Condicionado, eliminando germes e bactérias que podem estar em contato direto com nossa respiração.

SUSPENSÃO

Ruídos e falta de estabilidade nas curvas são os primeiros sinais de problemas!
Faça uma revisão a cada 30.000 km:
- Amortecedores, molas e batentes quanto a ação e vazamentos;
- Folgas nas bandejas, buchas e pivôs;
- Folgas nos terminais e barras de direção.

CUIDADOS COM O ÓLEO

Verifique o nível do óleo toda semana.
Antes da primeira partida e com o veículo em piso nivelado retire a vareta do óleo, limpe-a com um pano ou papel insira e retire-a novamente.
O nível de óleo deve estar entre as marcas "Min" e "Max".
Caso esteja baixando óleo acima do normal ou constatado algum vazamento procure seu mecânico.

LIQUIDO DE ARREFECIMENTO


Verifique o nível da água no reservatório.
Com o motor frio e veículo nivelado, a água deve estar entre as marcas "Min" e "Máx" do reservatório.
Se houver necessidade de completar a água com muita frequência, Leve o veículo ao seu mecânico de confiança.

VELAS DE IGNIÇÃO

Devem ser trocadas conforme a recomendação do fabricante. Em geral a cada 20.000/30.000 quilômetros.
Velas gastas causam falhas no funcionamento do motor, aumento no consumo e na emissão de poluentes.

BATERIA

As disponíveis do mercado hoje são do tipo “seladas” , ou seja , não é preciso adicionar água.
Alguns cuidados evitam que você fique na mão na hora de dar a partida:
- Verifique periodicamente se os cabos estão limpos e bem fixados aos pólos da bateria.